Black Friday 2022

14/09/2022 14:03:49

Os Melhores Livros de Almeida Garrett

Conheça a seleção de nossos editores para os melhores Livros de Almeida Garrett que não podem faltar na sua coleção.

Os Melhores Livros de Almeida Garrett João Baptista da Silva Leitão de Almeida Garrett, mais tarde 1.º Visconde de Almeida Garrett, foi um escritor e dramaturgo romântico, orador, par do reino, ministro e secretário de estado honorário português. Grande impulsionador do teatro em Portugal, uma das maiores figuras do romantismo português, foi ele quem propôs a edificação do Teatro Nacional de D. Maria II e a criação do Conservatório de Arte Dramática.

1

Viagens na Minha Terra

As Viagens na Minha Terra partem de um facto real, a viagem que Almeida Garrett fez de Lisboa a Santarém, e das suas divagações que viajam pelo amoroso drama que gira em torno de Carlos e Joaninha, os dois netos de D. Francisca que se reencontram durante a guerra civil. A moça mora sozinha com a avó, mas todas as semanas recebem a visita do Frei Dinis que traz notícias de Carlos, que após longo tempo em Inglaterra, encontra-se na cidade a tomar posição liberal ao lado de D. Pedro. Ferido durante uma batalha, Carlos fica hospedado perto da casa da sua avó, então Joaninha visita-o para tratar da sua enfermidade. Entre os dois nasce um quente romance, mas Carlos, em segredo, sente-se dividido, pois tem uma esposa em Inglaterra.

Saiba mais

Viagens na Minha Terra
2

Frei Luís de Sousa (Clássicos Guerra e Paz Livro 1) (Portuguese Edition)

Frei Luís de Sousa escapa ao carácter inelutável do tempo. Consagra-o, por isso, no pódio dos grandes clássicos portugueses. É uma obra-prima do teatro romântico. Até Alexandre Herculano, presente na primeira representação, em 1843, aplaudiu. Garrett bateu-se pelos ideais da liberdade, denúncia e tirania social. E define o drama como a mais verdadeira expressão literária e artística da civilização do século. E esta é a tragédia do destino – o drama. O enredo da obra parece ter sido inspirado na vida do próprio escritor, mas a acção desenrola-se nos finais do século xvi, tendo como pano de fundo a resistência ao domínio filipino e a figura do próprio Frei Luís de Sousa, nome adoptado por Manuel de Sousa Coutinho. Ouçamos as vozes de Madalena, uma mulher atormentada pelo passado, de sua filha Maria, a menina-prodígio, de seu segundo marido, Manuel de Sousa Coutinho, o nobre patriota que incendia o seu próprio palácio, de Telmo Pais, o fiel escudeiro sebastianista. E, por fim, o Romeiro, esse fantasma que, tragicamente, ameaça a felicidade do lar. Um vazio, um eco nesse «Ninguém », que ficará para a história e cultura portuguesas.

Saiba mais


Posts relacionados


Posts mais recentes


Mais Pesquisadas

Mais lidas


Categorias


Black Friday 2022

Confira também algumas das melhores reviews do nosso parceiro mReviews:
mReviews LogoREVIEWS